domingo, 23 de janeiro de 2011

Vamos pensar?

Tudo se enquadra num dado momento da História.
Com esta primeira frase tenho o intento de suavizar futuras interpretações que se façam em relação a este texto. O que nos vai dentro, nem sempre é perceptível através das nossas palavras, e das minhas, por vezes, sai de tudo, menos o que sinto, pois a mim, também o senso comum diz, “tem cuidado”. Tentarei espelhar ao máximo o que me vai na alma, só espero que o reflexo deste espelho não faça queimar as vistas dos menos “protegidos”.
Com este Blogue, em tom de brincadeira, mas muito a sério, escolhemos um nome que nos diz algo, a partir da escola dos Annales (para alunos de História um marco importante), em português fica sempre bem falar, reclamar, mas fica sempre por aí! Fala-se muito, acerta-se pouco! O oral está no fim! Mas não este sitio! Passaremos isto ao papel digital através deste Blogue! E permanecerá!
Hoje, dia 23 de Janeiro de 2011, acabou de ser conhecido o resultado da eleição Presidencial, que coloca, mais uma vez, o Sr. Prof. Aníbal Cavaco Silva no palácio de Belém. Não me choca nada esta situação, mas este espelhado que me sai de dentro, vem no sentido de vozes que vou ouvindo e lendo. Mais uma vez temos uma eleição pouco participada, tudo bem, está mais que falado, também não me choca. Então o que me leva a escrever estas linhas?
Um Pais pequeno pensa pequeno, dizia um Professor na Faculdade, um dia destes, mas depois reclamam, será que reclamam? Não me parece. Vou percebendo que a nossa evolução intelectual passa por questionar, isso leva-nos a pensar, mas o que fazer? Para já nada. Criar uma massa critica como diria o meu amigo Filipe! Sim é isso. Já alguém escreveu sobre isto. Mas o que nos faz ficar em silêncio nesta hegemonia controlada? Temos a barriga cheia? Dizem que não. Eu não acredito! Temos de estar bem. Vamo-nos desenrascando. Típico do Português. Mas afinal o que é ser português? Deixo no ar. Tenho a minha ideia, que a alma não quer espelhar. Quero somente deixar aqui um pequeno ensaio para pensamentos futuros. Temos de trabalhar mais perto uns dos outros e formar uma maior massa critica. Só a do Filipe não chega, com a minha somada à dele, também não. Vamos pôr em causa? Vamos arranjar soluções?
Não penso no futuro, quero-o agora! O futuro é tão longe que quando acabarem de ler isto ele já é passado. E no momento de fazer, estamos distraídos a olhar pró lado.
A História faz-se a cada minuto que passa, não é só de há séculos, é de agora!
Coloquem os vossos comentários, pensamentos, duvidas, talentos… Vamos fazer História!

Marco R.C.M.

4 comentários:

  1. Muito bom este post, Marco! A História é quando o homem quiser. Se continuarmos assim com este nível de qualidade com este blog vamos longe.
    até mais logo!

    ResponderEliminar
  2. Obrigado Fátima! Foi uma "provocação" a todos os acompanhantes do Blog! Temos, a cada momento, que fazer História! E temos de pensar e estudar antes de agir! Mas principalmente temos que agir!!

    ResponderEliminar
  3. É necessário criar massa critica, mas objectiva e séria. Ser critico destrutivo é fácil, construtivo é complicadissimo. Obviamente devemos aprender a criticar de um ponto de vista histórico e perceber que os erros passados reflectem-se nos nossos dias porque os nossos líderes não aprendem a olhar para o passado com um pensamento critico e olham-no da mesma forma que antigamente se fazia história!

    ResponderEliminar
  4. só vi agora este post,mas quero dizer uma coisa. ainda me sinto mto verde para comentar e redigir textos. axo que só para o ano é que irei conseguir algo mais monumental. estar no 1 ano é uma crise danada...

    ResponderEliminar